quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Serra X Dilma


Charge que saiu publicada no Jornal O Dia.

17 comentários:

Anônimo disse...

Chargista de direita. Humor a favor de quem está no poder.
Não se faz mais cartunista como antigamente.

Albert Piahuy

Jota A disse...

Albert, querido, não sou chargista de direita, nem de esquerda. Sou apenas um chargista. Nada mais que isso. Não faço humor a favor. Se fizer, é inconciente, pois não acredito em charge a favor. Abração!
Jota A

Rômulo Maia disse...

Direita, esquerda ou centro? Pra mim, você vai sempre na mosca. Nada mais que isso. Parabéns pelo novo prêmio e pelo traço que orgulha. Aprendi ainda moleque, com meu pai, a apreciar suas charges. Você é um cartunista de antigamente (não tô chamando de velho, viu?) muito do atual. Abraços!

Mattias disse...

Parabéns pela conquista em Piracicaba Jota A.!
Acertei em uma das minhas apostas. Risos

Abraço grande!

Mello disse...

Salve Jota!Parabéns por mais esta vitória na carreira!Belíssimo trabalho premiado em Piracicaba!
Um forte abraço.

Ray Costa disse...

Feliz ! Feliz menino! Parabéns! Mais uma coisa! Não liga para estes comentários de dores de cotovelos não! Fala para ele que você é cartunista de todos os lados! Conversa fiada! Quero vê ele se explicar para polícia federal. Abração querido.

Jota A disse...

Gostaria de agradecer os comentários dos amigos cartunistas Ray, Mello, Mattias e do amigo Rômulo. Infelizmente algumas pessoas não diferenciam uma opinião contrária. Eu fui contra a ação displicente do Albert como coordenador do salão do Piauí. Como vivemos num democracia pensei que pudesse dá a minha opinião e reivindicar uma coisa que acho justa que é a premiação dos cartunistas participantes do salão. mas o Albert, infelizmente, não aceita opiniões contrária às dele. É uma
pena.O Albert continua morando no meu coração pelo artista genial que é epeloque fez pelo salão do Piauí. Durante o salão de Piracicaba muitos me perguntaram sobre o salão do Piauí. Disse apenas que pouco sabia mas, pedi que eles entrassem em contato com o albert para ver no que podiam ajudar. às vezes uma pessoa de fora ajudar mais que um sócio da fundação nacional do humor, como eu!
Jota A

Mattias disse...

Jota A,

É no minimo questionável a posição do Albert. Mandei e-mail, tenho amigos residentes no Piauí e em outros estados que mandaram inúmeros e-mails para ele, com o intuito de saber o que havia acontecido em relação ao Salão Internacional de Humor do Piauí e ele jamais respondeu.
Surpreendeu-me ver, aqui no teu blog a manifestação dele e posteriormente, no blog dele, um texto e a publicação de uma charge tua, com o intuito de colocar a tua credibilidade em questionamento.
Oras, para responder algo o qual seria pertinente que ele respondese, ele não tinha tempo e de repente, depois do tumor vir à furo, ele encontra tempo para tentar promover o teu descrédito.

Sinceramente? A resposta às dúvidas dele tu destes com a conquista do prêmio máximo em charge no Salão de Humor mais importante do Brasil.
Parabéns pelos teus questionamentos, pela exposição das das feridas e pelas conquistas.

Abraço grande e fé em Deus!

Anônimo disse...

O Jota A é fundamentalista cristão. Eu nunca cofio em gente assim. O Jota A pode gaganhar milhões de prêmios. Mas no Piauí, onde ele mora, é um cartunista de direita. Faz humor a favor de quem está no poder. Ele nunca fez uma piadinha engraçada contra a Dilma. Mesmo quando ela é engraçadinha.

Não existe humor a favor.
Não se faz mais cartunista como antigamente.

Albert Piahuy

Rucke disse...

A charge mostra apenas uma verdade incontestável: o Serra já era (mais uma vez).

Anônimo disse...

Pobrezinho do Ruke. Nunca, assim como eu,vai deixar de ser pobre. Mas eu sempre fui um pobre esclarecido. Mas o Ruke vai, sempre, agradecer o Lula por comer todos os dias. Eu não tenho culpa se eu já comia antes do governo Lula.

Ser um cartunista governista é uma vergonha.
Não existe humor a favor.
Não se faz mais cartunistas como antigamente,
Albert Piahuy

Anônimo disse...

Caro amigo Albert, sou pobre, mas vivo as custas do meu trabalho e sustento uma familia. Agora eu seria um pobre miserável ( e teria vergonha disso)se passasse dos 50sem ter onde onde cair morto e ainda viver às custas da aposentadoria da mãe.

Rucke disse...

Caro amigo Albert, não tenho nada a ver com o senhor Lula nem o senhor Serra. Pra mim são todos iguais. Sou pobre mas vivo do meu trabalho e sustento uma familia. Agora eu teria vergonha se passasse dos 50 "comendo" a aposentadoria da mãe. Isso sim, é triste. Fique em paz, amigo.

Novaes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Novaes disse...

Jota, eu concordo com o Albert numa coisa: humor de direita é questionável. Mas não é o caso. Dilma e Serra são a mesma merda. Sacanear um ou o outro tanto faz. Sacaneie os dois. Desenhe o que lhe vier á pena pra fazer e pronto.

Mas Albert, queres ganhar o MÍNIMO de respeito dos seus pares?

No próximo salão teu, tenha a dignidade de divulgar a lista de premiados e selecionados.

Apenas DEPOIS disso, converse de igual pra igual com todos os teus colegas, novatos e veteranos, que confiaram em você e mandaram trabalho pra nem sequer saber se foram selecionados ou não.

Se o Jota é fundamentalista cristão de direita, problema dele.

Agora, se o organizador de um salão trata com descaso centenas de colegas que mandaram trabalhos, o problema é nosso.

Rucke disse...

É por essas e outras que não mando mais trabalhos para o salão do Piauí, assim como outros cartunistas. O Albert afundou um dos mais importantes salões de humor do mundo, e conseguiu acabar com o pouco de credibilidade e respeito que tinha dos colegas. E, como podemos ver, o fracasso deixa as pessoas amargas e rancorosas. É lamentável que um cartunista com talento do Albert, que me deu a maior força no inicio do meu trabalho com desenho de humor, tenha terminado dessa forma. A INCOMPETÊNCIA cobra um preço alto.

Jota A disse...

Querido Albert, acho que o seu último texto merece uma resposta. Desculpe a demora. Fiquei triste e feliz ao ler o seu texto. Triste porque você me chamou de cartunista de direita e cristão fundamentalista. Repito: não sou cartunista de direita, nem de esquerda. Sou apenas cartunista, e como tal utilizo minhas charges para criticar os políticos de esquerda, direita, centro e tudo o mais que achar que deve ser criticado, inclusive aquilo que gosto e defendo que é o salão de humor do Piauí. Sou livre para isso. Pessoas grandes, analisam ações. Pessoas pequenas analisam pessoas. Devo dizer também que nunca me filiei a nenhum partido, nunca exerci cargo público e nem devo favor a qualquer político que seja. Aliás, acho que eu não tenho o Manual do Cartunista onde diz que devo ser de esquerda. Você me chamou de cristão fundamentalista. Não sou. Sou apenas católico. Vou à missa quase todos os domingos, participo e ajudo nos grupos da minha paróquia, sou dizimista e rezo todas as noites. Eis a minha vida cristã. Se você encontrou algum crime nela, por favor, me diga. Você é espírita e jamais fiz críticas a você por isso.
Fiquei feliz ao constatar que as únicas coisas que você encontrou para tentar me agredir foram isso. Participo dos grupos da minha igreja, assim com participei de grêmios escolares, quando estava no ensino médio, participei de grupo de jovens e de associações de moradores no meu bairro. Ah, também sou filiado à Fundação Nacional do Humor. Sempre gostei de participar. Ficar apenas olhando as coisas acontecerem nunca foi o bastante para mim. Infelizmente, criticar as ações das pessoas é visto por alguns como crime mortal e os que criticam são duramente castigados. Esse ano não escolheram nem um dos meus trabalhos que enviei para o salão. Também tenho a sensação que isso se repetirá nos próximos anos. Esse é um preço alto pela minha crítica à sua desorganizada gestão frente à Fundação Nacional do Humor. Mas entre a crítica e a omissão prefiro a primeira.
Albert, você continua tendo o meu respeito, por tudo o que fez pelo salão do Piauí e pelo artista que é. Rezo a Deus para que você encontre a paz no seu caminho.
Sem mágoas
Jota A